• Diva ...

    Duas lágrimas de orvalho
    Caíram nas minhas mãos
    Quando eu te afaguei o rosto
    Pobre de mim, pouco valho
    Pra te acudir na desgraça,
    Pra te valer no desgosto

    Por que choras, não me dizes
    Não é presciso dizê-lo
    Não dizes, eu advinho
    Os amantes infelizes
    Deveriam ter coragem
    Para mudar de caminho

    Por amor damos alma,
    Damos corpo, damos tudo
    Até cansarmos na jornada
    Mas quando a vida se acaba
    O que era amor, é saudade
    E a vida já não é nada

    Se estás a tempo, recua
    Amordaça o coração
    Mata o passado e sorri
    Mas se não estás, continua
    Disse isto minha mãe
    Ao ver-me chorar por ti

    DUAS LAGRIMAS DE ORVALHO - Mariza (traduction sur ce lien précieux)

  • Commentaires

    1
    cataplasme qui se la
    Mardi 11 Septembre 2007 à 23:11
    j'pense à un truc
    c'est pour ça que je t'aime bien. parce que tu traduis tout. Même ce qu'il faudrait pas. l'étrangère manie. et que finalement, "finalement" ( voix de M.Brando apocalypsé, obligé ) c'est un tout petit peu moins triste après.
    Suivre le flux RSS des commentaires


    Ajouter un commentaire

    Nom / Pseudo :

    E-mail (facultatif) :

    Site Web (facultatif) :

    Commentaire :